Lixo Reciclável e seus impactos no meio ambiente

Os resíduos recicláveis e alguns de seus impactos ao meio ambiente 

Se você mora em um condomínio residencial, trabalha em um condomínio comercial ou loja de médio porte, saiba alguns impactos que você ou sua empresa estão causando ao meio ambiente:

Se tem ouvido falar de Projeto ou Selo de Sustentabilidade, Economia Circular, Logística Reversa, Coleta Seletiva, ESG (Environmental, Social and Governance), reciclagem de papel, papelão, plástico, vidros, catadores, Moeda Verde entre outros temas relacionados, é importante prestar atenção no que de fato tudo isso está contribuindo para questões socioambientais. 

Por exemplo, uma loja ou condomínio comercial de médio porte, ou condomínio residencial de 100 apartamentos, em média, geram 12.000 kg de resíduos sólidos recicláveis ao ano. 

A cada 12 toneladas de resíduos sólidos recicláveis evitados de serem despejados em aterros sanitários e destinados às cooperativas de reciclagem, muitos impactos positivos são alcançados como a redução de emissão de CO2, redução no consumo de água e energia, diminuição de materiais destinados à aterros sanitários e geração de novos postos de trabalho.

Veja alguns impactos positivos: 

Impactos ao meio ambiente 

(Grande Gerador de porte médio ou condomínio referência de 100 unidades 

 geram 12  toneladas de resíduos recicláveis ao ano)

ECONOMIA     IMPACTO SUSTENTÁVEL ANUAL
ÁRVORES 180 árvores mantidas na natureza 

(equivalente a duas praças no bairro)   

ÁGUA

 

890 m³ economizados de água 

(equivalente a 1 piscina semi olímpica)

ENERGIA 24 Mwh economizados em energia 

(consumo de 160  apartamentos com 4 pessoas)

 ATERRO SANITÁRIO  540 m³ evitados de serem despejados em aterros  

(equivalente a 3,3 quadras de voleibol com 1m de altura)

 CO2 12 toneladas 

(equivalente a 9 pontes aéreas São Paulo – Rio)

EMPREGOS 3 novos postos de trabalho na central de triagem 

e aumento de 100% na renda

(quando comparado ao ganho médio de um catador)

 

Para melhorar esses impactos o desafio é grande: o Brasil é um país continental, com muita desigualdade,  diferenças regionais, culturais e educacionais, o que dificulta ainda mais implantar soluções padronizadas e de baixo custo. Um caminho é investir em comunicação educativa com dicas simples e mostrando esses impactos detalhados acima. Complementando a educação do descarte consciente, a coleta seletiva é um caminho que ajuda e faz parte da cadeia da reciclagem, reaproveitamento e valorização dos resíduos. 

A origem da coleta seletiva vem da Europa. Alguns historiadores dizem que os países pioneiros nesta ação foram a Alemanha e a França, que adotaram medidas que objetivavam a questão dos resíduos sólidos. As coletas seletivas também acontecem por meio de lixeiras específicas para cada tipo de resíduo. A Resolução nº 275/01 estabelece o código de cores da coleta seletiva. Cada cor representa tipos de resíduos similares. 

A Valora estudou o assunto e entendeu que esse formato não funciona bem no Brasil. Pois aqui não temos o caminhão de vidro, plástico, metal, papel. Aqui a coleta, disponível na maioria dos casos, leva o material todo misturado. Assim, criamos uma metodologia simples. Se o material está limpo ele deve ser colocado no saco do reciclável e se está sujo vai para o saco do não reciclável. Uma forma prática e fácil das pessoas se engajarem e contribuírem nesse processo.  Com a coleta seletiva nesse formato, com resíduos sólidos recicláveis sendo destinados à cooperativas de triagem, muitos dos materiais serão separados, enfardados e vendidos para a indústria de reciclagem, evitando que os aterros sanitários recebam toda essa massa e volume.

Se sua empresa ou condomínio está preocupada com o meio ambiente, tem dificuldade em armazenar os resíduos e precisa de uma ajuda para impactar positivamente o meio ambiente e a sociedade?  Chame a Valora! Estudaremos seu caso, necessidades e encontraremos uma solução viável. Aqui seu lixo tem valor.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *