Lixo eletrônico: o que é e onde descartar para reciclar.

Celulares, tablets, notebooks e eletrodomésticos. Esses são os produtos que, quando sem uso, se enquadram como E-lixo, ou lixo eletrônico. Os produtos de lixo eletrônico são um desafio quando o assunto é o meio ambiente. Isso porque, se não forem descartados de maneira correta, esses materiais podem provocar sérios danos ambientais.

O que é lixo eletrônico?

Lixo eletrônico, Resíduos de Equipamentos Elétricos e Eletrônicos (REEE) ou e-lixo são termos utilizados para se referir a todos os equipamentos elétricos e eletrônicos, suas partes e acessórios que foram descartados por seus proprietários, sem a intenção de reuso, segundo a Ecycle.

Na lista de equipamentos eletrônicos de uso doméstico, temos:

  • celulares
  • computadores
  • ferro de passar
  • secador de cabelo e chapinha
  • sanduicheiras e torradeiras
  • TVs e DVDs
  • geladeiras
  • máquinas de lavar roupa
  • máquinas de lavar louça
  • controles remoto
  • aparelho de som 
  • fones de ouvido

Estes e outros tipos de equipamentos podem se enquadrar ao e-lixo que você tem em casa. No entanto, os equipamentos eletrônicos de uso corporativo também devem ser descartados adequadamente pelas empresas, que são responsáveis pela gestão de todos os resíduos gerados em sua operação.

O boom do e-lixo

Há um fenômeno chamado obsolescência programada que contribui significativamente para o aumento do e-lixo. O avanço das tecnologias faz com que novos aparelhos sejam lançados a partir de novas tendências e geram um processo planejado que leva o consumidor a substituir seus equipamentos eletrônicos sem necessidade, gerando um volume cada vez maior de lixo eletrônico.

Este aumento de volume pode causar diversos impactos ambientais e para a saúde humana se descartado de maneira incorreta. A Ecycle analisou o relatório The Global E-Waste Monitor, produzido pela ONU em 2017, e levantou que o Brasil produz em média 1,5 milhão de toneladas de lixo eletrônico por ano. No mundo, foram gerados o equivalente a 4,5 mil Torres Eiffel de lixo eletrônico (44,7 milhões de toneladas) nesse mesmo ano! Assustador né?

Em razão disso, o lixo eletrônico, sempre está em pauta nos mais importantes congressos ambientais e econômicos. O Fórum Econômico Mundial de 2019, que ocorreu em Davos, na Suíça, reuniu uma comissão das Nações Unidas (ONU) que alertou sobre o descarte eletrônico, considerado um problema grave e crescente que ameaça populações e o meio ambiente.

Por que é um problema?

Segundo o Centro de Tecnologia Mineral (CETEM), cerca de 70% dos metais pesados encontrados em lixões e aterros sanitários controlados são provenientes de equipamentos eletrônicos descartados incorretamente.

Os equipamentos eletrônicos e elétricos, como placas de computadores ou televisores e geladeiras, são lixos que poluem muito por conter metais pesados em sua composição, como cádmio, níquel e mercúrio. Essas substâncias são cancerígenas e altamente nocivas aos seres humanos e animais. 

Com o aumento do consumo de eletrônicos nos últimos anos é urgente atuar de forma controlada na destinação de milhões de smartphones, geladeiras, TVs, micro-ondas e monitores descartados no planeta.

Onde descartar?

Quer destinar seu e-lixo corretamente? O Movimento Recicla Sampa mostra os pontos de descarte mais próximos à você na capital paulista, basta clicar aqui.

Alguns parques da cidade de São Paulo também recebem este tipo de material para destiná-los a cooperativas e projetos que fazem uso do material. Veja a lista de locais com posto de coleta de material eletrônico em cada zona:

  • Zona Sul: Parque Ibirapuera, Independência, Chuvisco, Parque Lina e Paulo Raia, Parque Burle Marx.
  • Zona Oeste: Parque Trianon, Parque Prefeito Mário Covas e Parque do Povo.
  • Zona Leste: Parque do Piqueri e Parque do Carmo.
  • Zona Central: Parque Buenos Aires, Parque da Aclimação, Sede da Prefeitura, Sede da Secretaria do Verde e Meio Ambiente (SVMA).
  • Zona Norte: Parque Vila Guilherme (Trote).

Lojas da operadora Vivo também recebem o material em lixeiras que estão identificadas para o descarte de resíduo eletrônico. Qualquer pessoa, sendo consumidor ou não, pode deixar nesses locais seus cabos, celulares, baterias e carregadores que não servem mais para uso. Clientes dos serviços banda larga e TV por assinatura também podem levar itens como modem/roteador e decodificadores. Neste caso, a pessoa deve preencher um Termo de Devolução.

Você também pode procurar postos de descarte no mecanismo de busca gratuito do Portal eCycle. Por lá é possível encontrar o ponto mais próximo ao seu endereço, mesmo que você não esteja na cidade de São Paulo. É recomendado apenas ligar para o ponto de coleta antes de ir ao local, para verificar se este serviço está disponível.

Algumas cidades contam com movimentos de ONGs e Associações que fazem programas de coleta destes materiais também. Em São Paulo a Associação dos Amigos de Altos de Pinheiros (SAAP) é parceira da Valora e realiza atividades de coleta destes resíduos no dia Mundial da Limpeza e em outras datas programadas. Fale com a nossa equipe caso tenha alguma dúvida sobre como destinar corretamente seus resíduos.

Benefícios da reciclagem do e-lixo

Quando descartados corretamente, os equipamentos são encaminhados para empresas que desmontam estes equipamentos e reciclam os materiais que fazem parte do Resíduo Eletrônico. Os eletrônicos são formados por peças feitas de:

  • plástico
  • vidro 
  • metal
  • além de outras substâncias. 

Isso significa que praticamente 100% do aparelho pode ser reciclado. O lixo eletrônico tem potencial de transformação e pode até ser lucrativo para as empresas fabricantes. Quando manejados corretamente, esses resíduos podem ganhar vida nova, gerando faturamento para as geradoras. 

Vale ressaltar que dentro de equipamentos eletroeletrônicos jogados no lixo são encontradas matérias-primas preciosas, como ouro, prata, paládio, cobre e alumínio. Isso significa que a extração desses metais pode ser evitada ao reciclar ou reaproveitar esses produtos.

Além disso, a relação entre lixo eletrônico e logística reversa é fundamental para poupar o meio ambiente, evitando a contaminação de solos, mananciais e o surgimento de doenças.

A Valora trabalha com Projetos de Sustentabilidade personalizados para atender empresas e condomínios que precisam descartar corretamente os resíduos, ou atender leis específicas referente ao descarte. Entre em contato para entendermos a sua necessidade! A nossa equipe irá estudar como estruturar uma operação, vinculada a reciclagem, para atender sua necessidade e os impactos positivos serão entregues de acordo com os indicadores alvo do projeto!

 

Fontes: G1 Globo; eCycle; Recicla Sampa 

 

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *